MAIS OBRAS - PUBLICIDADE

BLOG COMERCIAL

BLOG COMERCIAL

terça-feira, 4 de abril de 2017

Poste da CEMAR quebrado há quase três meses, ameaça desabar a qualquer momento, pondo em risco a vida das pessoas, próximo ao mercado central de Chapadinha.


Por: Alexandre Cunha
Os comerciantes e feirantes que trabalham no mercado central, bem como alguns moradores que residem nas proximidades do mercado, denunciaram ao blog Alexandre Cunha o descaso e a negligência que a empresa CEMAR vem cometendo pela ausência de manutenção de alguns postes e redes elétricas, de responsabilidade exclusiva da empresa.

Um dos casos em que oferece bastante risco, é o do poste localizado na Rua Sebastião Achar, em frente ao Mercado Central, colocando em risco a vida dos comerciantes que ali trabalham e de todos as pessoas que ali trafegam. Além do iminente perigo, algumas residências localizadas próximas ao poste, estão sem energia há mais de uma semana.
Um morador/consumidor nos informou está com suas contas em dias, mesmo assim, está sem energia elétrica em sua casa há 9 dias. O mais grave é que o mesmo é deficiente físico (cadeirante) e diabético. "Eu to passando um vexame muito grande aqui em casa. To com todas as minhas contas pagas e sem energia por causa do poste que tá envergado correndo risco de cair aqui. Eu uso remédio (insulina) e tenho que pedir pra botar na geladeira do vizinho pra não estragar, disse um dos moradores, o sr. Floriano".

O comerciante Neto Pinto já realizou diversas ligações ao 116 da CEMAR e até o momento nunca obtiveram respostas. "já fizemos mais de 50 ligações, já recorremos até a central em Imperatriz e não resolvem nosso problema. O perigo é o poste cair e deixar os fios energizados no chão, podendo qualquer pessoa morrer eletrocutada, disse o comerciante". 

O blog se solidariza e pede a direção da CEMAR que resolva o problema com maior urgência possível. Ou a CEMAR vai esperar acontecer uma tragédia para tomar providências? Pra cobrar, a CEMAR não mede esforço. E se o consumidor tem alguns dias de atraso, não tem conversa, é corte mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário