MAIS OBRAS - PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Dr. Levi Pontes elogia atuação do juiz de Chapadinha

Juiz Cristiano Simas. Pref. Magno, Dep. Levi Pontes, Dep. Federal Eliziane Gama e demais parlamentares durante recente visita ao Centro de detenção provisória de Chapadinha (CDP). Foto Arquivo: Alexandre Cunha
O deputado Dr. Levi Pontes (PCdoB) destacou, na sessão desta segunda-feira (13), a atuação do juiz da 42ª Zona Eleitoral de Chapadinha, Cristiano Simas, em relação ao processo eleitoral no município em 2016. De acordo com o parlamentar, “depois dos resultados da eleição municipal ocorrida em outubro, ele vem sendo alvo de insinuações levianas por determinado grupo político que, em hipótese alguma, aceita os resultados expressos pelos eleitores daquele município”.

Levi Pontes disse que nas eleições passadas o grupo político dele foi derrotado, “mas como uma demonstração de respeito ao povo e ao Poder Judiciário, em nenhum momento falamos ou colocamos em dúvida o resultado das eleições, sem politicagem ou ressentimento de quem foi derrotado”, enquanto, na época, a ex-prefeita Belezinha fazia elogios ao mesmo juiz.
Deputado Levi Pontes durante pronunciamento  na Assembleia.  
“Agora, quando essa mesma pessoa perde a eleição, em vez de aceitar os resultados e fazer uma reflexão da mensagem contida pelos senhores eleitores, não! Se comporta de maneira antidemocrática, antirrepublicana. Agora em 2016, depois de ser massacrada nas urnas e rejeitada pelo voto popular, apeada do poder e não reeleita pela vontade livre e soberana deste povo, a senhora Ducilene Belezinha, virou motivo de piada em todo o estado do Maranhão ao atribuir a sua derrota aos hackers de computadores que segundo ela invadiram as urnas eletrônicas alterando o resultado”, alfinetou.

Segundo o parlamentar, a ex-prefeita tentou também “constranger os desembargadores e outros membros do TRE a decidir conforme seu interesse, lançando contra aquele colegiado as mais absurdas suspeitas”. “Desde que perdeu as eleições viu a Justiça Eleitoral confirmar a legalidade da candidatura de Magno Bacelar, em decisões na Zona Eleitoral de origem e mantida pela Corte Estadual.

A ex-prefeita Belezinha agora pediu o afastamento do juiz Cristiano Simas, que antes ela elogiava, por julgamento de compra de votos que corre contra ela e contra seu companheiro que foi flagrado em áudio e vídeo oferecendo e ofertando entrega de materiais de construção em troca de votos, da forma mais escancarada possível”, afirmou.

Na avaliação do deputado, o juiz não precisa de defesa de advogados de Chapadinha ou de deputado, por conta do “conceito que tem junto aos servidores, aos seus colegas e superiores hierárquicos na magistratura e, principalmente, pela estima do povo chapadinhense, mas como representante desse mesmo povo não posso deixar de manifestar a minha solidariedade ao magistrado que ora está perseguido e lamentar a desfaçatez de alguém que deveria se envergonhar do crime que foi flagrado e tem a ousadia de caluniar um juiz como o doutor Cristiano Simas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário