MAIS OBRAS - PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Deputados do grupo Sarney protegem corrupção de Teme

Parlamentares reconhecidamente ligados ao grupo Sarney preferiram desconsiderar que 93% da população de todo o país – conforme apontou pesquisa Vox Populi – achavam que os deputados deveriam acatar o prosseguimento da investigação contra Michel Temer (PMDB) e votaram a favor do presidente mais impopular da história.

Eles fazem parte dos 11 deputados que compõem a bancada do Maranhão (ao todo são 18 parlamentares) na Câmara Federal que mais uma vez envergonharam os maranhenses e, contrariando o desejo da grande maioria dos brasileiros, votaram nesta quarta-feira (2) pelo arquivamento da denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que acusa Temer pelo crime de corrupção passiva.
Sarney Filho (PV), Hildo Rocha (PMDB), Aluísio Mendes (Podemos), João Marcelo Souza (PMDB) e Victor Mendes (PSD), políticos que transitam no “quintal” do oligarca José Sarney votaram contra o interesse do povo e usaram seus votos para blindar os esquemas de corrupção em torno de Temer das investigações no Supremo Tribunal Federal (STF). Lembrando que Sarney é o principal conselheiro de Michel Temer e espera o apoio do presidente ao grupo durante a campanha eleitoral de 2018 no Maranhão.
Sarney Filho, cúmplice da corrupção

Mais vergonhoso ainda foi o papel exercido por Zequinha Sarney nessa lamentável votação, que em escancarada manobra política, foi exonerado às pressas do Ministério do Meio Ambiente e voltou a exercer o cargo de deputado federal para garantir mais votos a Temer.
A estratégia prevê que Sarney Filho reassuma a cadeira na Esplanada dos Ministérios logo após a votação.
Com o voto a favor de Temer, Sarney Filho, que já oficializou sua candidatura ao Senado para 2018, deve amargar forte rejeição popular nas próximas eleições.
Segundo pesquisa realizada pelo Ibope às vésperas da votação, 81% dos brasileiros disseram que desejavam que o processo contra Temer fosse aberto e o peemedebista investigado, e 79% da população concordaram com a afirmação: “acho que a denúncia é correta e o deputado que votar contra a abertura do processo é cúmplice da corrupção”.
Para a afirmação “ficarei indignado se os deputados votarem contra a abertura do processo no STF”, 70% concordaram, 26% discordaram e 4% não souberam ou não responderam.
A pesquisa revelou ainda que para 73% dos brasileiros, os parlamentares que votaram pela rejeição da denúncia não merecem ser reeleitos em 2018.
Sarney Filho e os demais deputados pertencentes ao clã Sarney que se cuidem nas próximas eleições. Os eleitores do Maranhão não esquecerão dos votos dos parlamentares maranhenses para proteger o primeiro presidente da história do país a ser denunciado pelo crime de corrupção durante o exercício do mandato.



Nenhum comentário:

Postar um comentário