comercial

comercial

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Reivindicações de presos são atendidas e rebelião é controlada em Rosário

Portões de celas foram quebrados e colchões estiverem em chamados. O clima ficou tenso na Penitenciária de Rosário durante a tarde desta segunda-feira (18).
Foto: Rosário em Foco
A situação só foi controlada depois de uma longa negociação feita pela intervenção da juíza da 1º Vara da Comarca de Rosário Dra. Rosangela Prazeres Macieira, juntamente com o sub-secretário de Segurança Pública Hamilton Lorenzo, o delegado Davi Feller de Bacabeira e a tropa de choque das polícias civil e militar.
O presos reclamavam da super lotação (83 detentos para 7 celas), de problema com falta de água potável, comida precária e o horário de visitas. Alguns detentos ameaçavam assassinar dois presos por homicídio e pedofilia.
As reivindicações dos detentos foram atendidas  e um acordo foi feita para que nada acontecesse até as 9h desta terça-feira (19), quando os presos serão transferidos para outras delegacias e CCPJ, pare que reparos possam ser feitos na penitenciária.
Segundo Hamilton Lorenzo, a administração da CCPJ ficará na responsabilidade da secretaria de administração penitenciária do estado a partir desta terça-feira (19)